segunda-feira, 30 de junho de 2014

NO QUINTO DE SEUS POEMAS





No quinto de seus poemas
      Lao-Tsé nos ensina
      a Universal referência
      de todas as coisas iguais.
      Assim é o Universo
      cheio de poder e vazio
      como o sol fole da forja
      o vento da tempestade
      o vão entre as estrelas
      as flores da madrugada
      um Universo  imenso
       movido por seu silêncio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NOVOS POEMAS

Novos poemas na passarela na passarela se vai, escorrega, trabalha e cai, tranquiliza, na curva se desenvolve a reta ...