segunda-feira, 30 de junho de 2014

mas pressinto seu passar

mas pressinto  seu passar
      oh vozes, oh visões verdade
      que deste presente passado
      não me deixam esquecer  
      que tamanha crueldade
      comigo fazes então
      não me deixas esquecer
      que de tortura me aparecem
      falando-me ternamente
      repassado tais cenas
      de que tanto estou afastado

Nenhum comentário:

Postar um comentário